dois escritos
ontem                       
lau siqueira                                   


 

 

  poema para uma noite de pequenas chuvas
                                                                                                                              

ainda que não chova nesta noite de passaredos
imensos e misteriosos seres cavalgando nas sombras
segurarei tuas mãos para construirmos juntos na
eternidade de um relâmpago uma canção de aparência
estática que perfure as algazarras cotidianas onde

somos todos estranhos como são estranhas as reses
no pasto com seus olhares mortificados em sonoros
silêncios de placidez imersa em algo de um corpo
etéreo montado sobre pedregulhos de cor alaranjada
e fractais impressos em literatura neolítica

ainda que as águas não caiam sobre os telhados
desta noite qualquer espalhada pela carcaça inicial
do terceiro milênio vamos mastigando nossos passos
ingerindo caminhos percorridos a um palmo
das cumeeiras de nudez e tradução futurista tal
uma criança aprendiz de hacker ou xamã

sabemos que o poeta sorverá seu próprio lodo em
razão de uma existência que acumula benzinas e outros
fluidos derramados na extensão do incêndio que se
alastra enquanto bêbados de sono tomamos o café das
manhãs de invernias mornas como um chá

 

 

 


            em busca do verso livre
                     _______                    

a palavra insiste em ser livre
por isso transcrevo silêncios dos quais não
guardo memória

escrevo versos de indigência catalã ou virulência
bárbara que consumimos ao luar que se esconde
entre folhagens densas e extensões minimalistas

as cartilagens do que sonhamos
caem do telhado

como um inseto que desistiu de tudo

 

 

             

 

Lau Siqueira nasceu em Jaguarão-RS e reside na Paraíba. Publicou O comício das veias (Ed. Idéia-PB, 1993), O guardador de sorrisos (Ed. Trema-PB, 1998) e Sem meias palavras (Ed. Idéia, 2002). Tem poemas na antologia Na virada do século - poesia de invenção no Brasil (Ed. Landy-SP, 2002). Blog: www.lausiqueira.blogger.com.br

 

;:;;

;;:

+ LITERATURA

  ]  poesia  ]  Cândido Rolim  ]  Carlos Besen  ]  Daniel Glaydson  ]  Edson Cruz  ]
Jader Neto 
Lau Siqueira  Luis Benítez  ]
Paula Ziegler

  
® dramaturgia ®  Léo Mackellene  ®
Nilto Maciel 
®  Rafael Martins
 

ADJACÊNCIAS

}  artigos  }  A. Zarfeg lê Varderlei Lourenço
}  Chico Lopes fuma com Llosa e Flaubert
}  Dimas Carvalho consola Paulo Honório
}  José Arrabal ala Gonçalves de Magalhães
}  Luis Benítez mira y antologíza Pizarnik
}  Mauro Mendes afina a viola de Virgílio
}  Paulo de Toledo autofala para os poetas

:;;

;;:;

.: editorial :

  Alice                       Arrabal                       Glaydson

.: contato .

 famigerado@famigerado.com